NOSSA HISTÓRIA


A Associação Medianeirense de Surdos – AMESFI, Fundada no município de Medianeira em 11 de março de 1995, através da mobilização de pais, professores, alunos e comunidade em busca de um local adequado de atendimento, tem como Missão Promover o desenvolvimento dos surdos de Medianeira e região e atuar na defesa de seus direitos, por meio da participação da sociedade. Nossa Visão é ser reconhecida até 2022 como Centro de Referência Regional de atendimento aos surdos com estrutura física adequada. Nossos Valores são o ‘respeito, credibilidade, ética, perseverança, comprometimento, confiança, altruismo e transparência . Hoje atendemos sete municipios da região oeste do Parana, entre Medianeira, Serranópolis do Iguaçu, São Miguel do Iguaçú, Matelândia, Ramilândia, Missal e Itaipulândia, com cerca de 400 usuários mês, entre alunos surdos e seus familiares, crianças e adolescentes com dificuldades no processamento auditivo central, curso de libras, e comunidade através da protetização auditiva e exames de audiometria. A Entidade firmou convênio com a Secretaria de Estado da Educação para o pagamento de profissionais professores especializados e com a LIBRAS- Língua Brasileira de Sinais e foi criada e Escla de Educação Bilingue para Surdos da AMESFI, com atendimento ao Ensino Fundamental, EJA- Educação de Jovens e Adultos e Apoio Pedagógico e Linguístico aos alunos do Ensino Médio, Ensino Superior e Cursos Profissionalizantes. No ano de 1996, a entidade implantou junto a Escola de Educação Especializada, o Centro de Diagnóstico e Protetização Auditiva, prestando serviços gratuitos aos usuários do município e região. Os atendimentos pedagógicos, passaram a ser ofertados para alunos de diversos municípios vizinhos, como Matelândia, São Miguel do Iguaçu, Serranópolis do Iguaçu, Itaipulândia e Missal e a AMESFI tornou-se um centro de referência no atendimento às crianças, adolescentes, jovens e adultos surdos. A educação de surdos vem passando por inúmeras transformações, e a equipe pedagógica da Escola Bilíngue procura estar sempre atualizada participando de cursos, seminários e congressos, e se aperfeiçoando com novas metodologias de trabalho com o surdo. Uma grande conquista foi a aprovação da Lei da LIBRAS – Língua Brasileira de sinais no município de Medianeira, pelo projeto de Lei nº. 003/96, na qual o Município de Medianeira reconhece oficialmente, como meio de comunicação objetiva e de uso corrente, a língua viso-espacial na Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS, e dispõe sobre a implantação da LIBRAS como Língua Oficial na Rede Escolar de Ensino Municipal para surdos. A Escola Bilíngue da AMESFI mantida pela Associação Medianeirense de Surdos e Fissurados, foi fundada com o pressuposto de atender, encaminhar e instruir a pessoa surda no tocante a educação no seu processo global enfatizando a importância do atendimento a comunidade surda, devido à diferença linguística. Além do processo lingüístico ofertamos serviços de apoios à escolaridade para a educação infantil, Ensino Fundamental e Médio, Educação de Jovens e Adultos e encaminhamento para o mercado de trabalho.